Respostas

2014-08-26T15:22:46-03:00
A Vida, como condição de existência para todo ser vivente, se mostra divergente em relação à pensamentos de determinados grupos, pessoas e esferas sociais. Tal tema relaciona-se diretamente com a preservação da vida de todo e qualquer ser, desse modo, o polêmico tema do Aborto, assim como as pesquisas com célula tronco, estão relacionadas diretamente com tal pensamento. Na concepção de filósofos e cientistas, temos a vida percebida por uma visão racional. Vida é aquela condição de quem respira, realiza movimentos, ações, desempenha funções, se alimenta... Enfim, aquele que se relaciona e interage, onde o ser humano é o perfeito representante, por realizar todas essas ações aqui descritas, e principalmente, pensar. Nesse sentido, surge uma visão crítica e fria, onde o ser vivente é apenas mais um no mundo, desprezado, apenas números. Desse modo, a ciência rebate a um das mais influentes concepções, a da Religião. Para os sacerdotes e para os praticantes de qualquer tipo de religião, principalmente para o Cristianismo, a vida é um preciosíssimo dom de Deus e deve ser preservada. Sendo assim, condena o Aborto e a manipulação da vida. Somente Deus dá a Vida e somente ele pode tirá-la. Todo ser vivente é uma vida em potencial e deve ser cuidada e preservada. Para os poetas, o tema vida, ganha uma conotação, obviamente, poética, lírica, emotiva, épica, amorosa e sobretudo, fictícia. Uma visão floreada, metafórica, adquire características irreais, entre outros. Logo, a Vida é um Dom, que deve ser investido e preservado, cada qual com sua concepção, mas todos devem ter o empenho de preservá-la e respeitá-la como a si mesmo, sua própria vida.