Respostas

2014-08-26T23:07:28-03:00
O padrão Ethernet foi desenvolvido na Califórnia em 1973. O nome Ethernet tem como origem o éter luminoso presente na natureza, considerado por físicos do século XIX como o meio pelo qual as ondas eletromagnéticas se propagavam.
Em 1980 a tecnologia começou a ganhou força, após a empresa unir esforços com a DEC e a Intel no desenvolvimento de uma especificação Ethernet de 10 Mbps. Além de aumentar a velocidade com que os dados eram enviados, o novo padrão corrigia vários dos bugs presentes na versão anterior, que possui velocidade de somente 3 Mbps.
Apesar de 10 Mbps representarem uma velocidade absurda na década de 1980, 10 anos depois não parecia mais algo tão interessante e rápido. 
Com a necessidade de algo mais rápido foi desenvolvido uma  tecnologia dez vezes mais rápida, a Fiber Distributed Data Interface (FDDI).
O FDDI é uma rede em forma de anel capaz de alcançar velocidades de até 100 Mbps. 
Porem o FDDI sofria com os mesmos problemas dos cabos coaxiais: se um ponto fosse desconectado, toda a rede caía. Somado aos custos elevados, foi necessário o desenvolvimento de um novo padrão, conhecido como Fast Ethernet.
Fast Ethernet
A principal diferença está na taxa de transmissão de dados, que podem ser enviados com velocidades 10 vezes mais rápidas do que o padrão original. Outro destaque é a capacidade de alcançar até 200 Mbps na Fast Ethernet Full Duplex, algo que só é possível caso o tráfego de dados entre dois pontos seja totalmente simétrico.
Gigabit Ethernet
Em 1997, a Fast Ethernet foi superada por um novo padrão capaz de entregar velocidades de conexão de 1 Gbps. Assim como a tecnologia que a precede, a Gigabit Ethernet pega emprestadas características de um competidor para possibilitar tamanho salto tecnológico.
A escolhida dessa vez foi a Fibre Channel, tecnologia usada principalmente em redes de armazenamento de dados. A migração para a tecnologia Gigabit não exige grandes investimentos, já que as especificações técnicas se mantêm as mesmas das versões anteriores.
A rede Gigabit Ethernet suporta transmissões tanto no modo Half Duplex quanto em Full Duplex, alcançamdo ate 10Gbps, dependendo do modo como é configurada. A principal mudança da tecnologia foi a introdução de um recurso conhecido como frame burst, através da qual uma estação pode transmitir diversos pacotes para o meio físico sem perder o controle.

E Sim, ainda é usado o mesmo cabo "Ethernet" já o mesmo continua evoluindo e as mudanças apresentam um baixo investimento se comparado com as grandes velocidades atingidas hoje, e as que ainda virão.