Respostas

2014-09-01T14:44:02-03:00
No manso servil - que eram as terras pertencentes ao feudo, de uso dos camponeses, mas não de sua propriedade - parte do que era produzido ia para o senhor feudal. Essa taxa ficou conhecida como talha. Como os senhores feudais não deixavam escapar nenhuma oportunidade de cobrança de taxas ou impostos, os servos também pagavam a banalidade, um imposto pelo uso dos fornos e moinhos que o senhor controlava. Havia também um pagamento relativo ao número de servos que moravam nos feudos, e era cobrado individualmente, "por cabeça" (ou em latim per capita): era a capitação. Por fim, o imposto da mão morta é uma demonstração cabal de até onde podia chegar a exploração dos senhores feudais sobre os servos, pois, além de herdar a servidão dos pais, quando estes morriam, os filhos ainda deveriam pagar mais essa taxa, para continuarem servindo ao mesmo senhor. Mas não eram somente servos e senhores feudais que viviam em função dos feudos. Havia também homens livres e vilões (moradores de vilas, ou pequenas povoações). Estes eram pessoas pobres, que, para terem direito de plantar e colher em suas terras, trabalhavam também no manso senhorial, pagando ao senhor a corvéia.
3 5 3
2014-09-01T15:03:58-03:00

Esta é uma Resposta Verificada

×
As Respostas verificadas contém informações confiáveis, garantidas por um time de especialistas escolhido a dedo. O Brainly tem milhões de respostas de alta qualidade, todas cuidadosamente moderadas pela nossa comunidade de membros, e respostas verificadas são as melhores de todas.
Prezada,

É preciso considerar que o trabalhador, no feudalismo, não ser tratado como objeto e nem propriedade do senhor feudal, apesar disso estavam obrigados a viver nas terras em que trabalhavam. Nesse sentido, os servos eram incluídos na venda ou herança das propriedades, além de serem obrigados a trabalhar em áreas nas quais a produção era destinada ao senhor feudal, dentre outras taxas.

No entanto, eles eram obrigados a pagar a talha (dar ao senhor feudal a metade da produção das terras na qual vivia), a corveia (trabalhar de 3 a 4 dias por semana nas terras ou instalações do senhor feudal, como construir um muro, cuidar do moinho etc) e as banalidades (pagamento em mercadoria nos casos em que os servos precisassem utilizar as instalações do castelo, como o forno ou o moinho), bem como a mão-morta (se um servo morria, a maior parte de seus bens ficavam com o senhor feudal; também era a taxa que os herdeiros de um vassalo pagavam ao senhor feudal para receber a herança de propriedades e títulos).

Portanto, quanto mais servos um senhor feudal possuíssem mais rico e poderoso ele era.

Bons estudos!
2 5 2